“Malandragem USA” será deportado após julgamento por pedofilia

Foto23 Danilo Portugal Ramscheid  “Malandragem USA” será deportado após julgamento por pedofilia
Após o julgamento de Danilo Portugal Ramscheid, o YouTuber será posto em processo de deportação, adiantou o porta-voz do ICE, John Mohan

Danilo Portugal Ramscheid é acusado de posse de pornografia infantil e exibir uma menor de idade em ato sexual

O YouTuber Danilo Portugal Ramscheid, de 30 anos, acusado de pelo Departamento de Polícia de Winchester, Massachusetts, de abuso sexual e produzir pornografia infantil será posto em processo de deportação depois do julgamento. As informações são do Departamento de Imigração (ICE) e a audiência dele está agendada para a quarta-feira (27). Ele vive em situação migratória irregular nos EUA.

O brasileiro foi detido na segunda-feira (11), na cidade de Woburn (MA), e está sendo mantido na Penitenciária Plymouth Correctional, segundo do porta-voz do ICE, John Mohan. Ele foi inicialmente preso na segunda-feira (4) por agentes da Polícia de Winchester e autuado pela posse de pornografia infantil e exibir uma menor de idade em ato sexual.

“Após a conclusão das acusações locais contra ele, o ICE iniciará o processo de remoção contra Ramscheid”, escreveu Mohan num e-mail enviado ao jornal Winchester Star.

Enquanto isso, a Polícia de Winchester continua a investigar os incidentes ocorridos na 276 High St., onde Danilo morava com o irmão e outros indivíduos desde agosto de 2018, conforme as autoridades. De acordo com os documentos apresentados no tribunal, o Departamento de Segurança Nacional (DHS) tinha conhecimento de Ramscheid e suspeitava de alguma possível atividade ilegal, mas “não conseguiram acusá-lo criminalmente na ocasião”, segundo documentos apresentados junto à Corte Distrital de Woburn, na terça-feira (5).

Danilo era um YouTuber popular na comunidade brasileira em Massachusetts e era conhecido pelo apelido “Malandragem USA”. Em seu canal, ele abordava uma variedade ampla de temas migratórios em vistos postados no YouTube, no canal “Dan USA Malandragem”.

Num vídeo postado na sexta-feira (1), Danilo alertou os brasileiros que vivem nos EUA com o visto vencido para evitarem retornar ao Brasil, pois corriam o risco de ser barrados na volta aos EUA. Em outro visto postado em dezembro de 2018, ele frisou passo-a-passo o que os brasileiros deveriam fazer para imigrar aos EUA, quanto eles gastariam com a emissão do passaporte, visto, passagens aéreas e acomodações quando chegassem. Neste vídeo, Ramscheid disse que cobrava US$ 400 pelo “aconselhamento” para ajudar os novos imigrantes a encontrar um lugar para ficar e se instalarem. Caso os imigrantes quisessem, ele informou no mesmo vídeo que os recém-chegados poderiam alugar um dos quartos dele por US$ 150 semanais ou US$ 600 mensais. Em outros vídeos, ele explicou como adquirir a carteira de motorista, abrir contas em banco, aparelhos celulares, entre outras dicas. Em ambos os vídeos, Danilo fala em português.

O canal de Ramscheid tinha aproximadamente 150 mil seguidores, mas desde que a prisão dele foi anunciada, a conta perdeu cerca de 10 mil deles. Nas últimas semanas, muitos vídeos do canal foram retirados.

Michael Parsons, CFO da Source One Financial Corp., uma companhia de financiamento de veículos em Norwell que atende novos imigrantes, tomaram conhecimento de Danilo no verão de 2018. Parsons notou que o nome do brasileiro aparecia em inúmeras aplicações para empréstimos na compra de carros, nas quais ele era designado senhorio ou referência. Os contratos indicavam que Ramscheid residia em 3 casas diferentes, nas cidades de Winchester, Saugus e Medford.

“Não havia dúvidas que algo estranho estava acontecendo”, relatou Michael.

 

Related posts

Send this to a friend