Violadores do “toque de recolher” serão processados, alertam autoridades em NJ

Gurbir S. Grewal 002 Violadores do toque de recolher serão processados, alertam autoridades em NJ
“Pare”, disse Grewal sem rodeios. “Deixe-me esclarecer que violar essas ordens é uma ofensa criminal”

As pessoas que violarem as ordens podem ser acusadas de desordem ou crime de segundo, terceiro ou quarto grau, disse Grewal

Um dia depois que o Governador Phil Murphy criticou os moradores em New Jersey por não cumprirem sua ordem de ficar em casa dizendo que ele estava “muito infeliz” com os violadores, a principal autoridade policial do estado declarou que “o tempo para o alerta acabou”.

“Considere isso como seu aviso final”, disse o procurador-geral, Gurbir Grewal, na segunda-feira (23) em uma reunião sobre coronavírus em Trenton (NJ). “Haverá sérias conseqüências legais”, acrescentou.

O aviso de Grewal foi dado à todas as empresas de varejo não essenciais que não fecharam, bem como a lugares como bares e restaurantes que desafiam as ordens de proibir refeições pessoalmente. Somente os serviços de entrega (delivery) são permitidos para evitar aglomerações. O aviso também vale para pessoas que queiram dar uma festa em casa, disse Grewal.

“Pare”, ele disse sem rodeios. “Deixe-me esclarecer que violar essas ordens é uma ofensa criminal”.

As pessoas que violarem as ordens podem ser acusadas de desordem ou crime de segundo, terceiro ou quarto grau, disse Grewal.

Ele acrescentou que as autoridades estaduais continuam monitorando que as lojas não aumentam os preços das mercadorias durante o surto.

“Há um lugar especial no inferno para as pessoas que se aproveitam dessa crise de saúde”, disse Murphy. “Com certeza não há tempo para isso na guerra que estamos vivendo”.

O alerta foi feito quando Murphy anunciou que New Jersey agora tem pelo menos 2.844 casos de coronavírus, com 27 mortes, conforme as autoridades anunciaram. Na segunda-feira (23), 935 novos testes positivos ocorreram no mesmo dia em que o segundo local de testes estatais foi aberto no Condado de Monmouth. A instalação atingiu rapidamente a capacidade devido à demanda esmagadora.

O Governador também disse que as pessoas devem esperar que as escolas de New Jersey sejam fechadas por um “longo período de tempo” durante o surto de coronavírus.
No sábado (21), Murphy anunciou que está colocando New Jersey em um “estado quase bloqueado” para combater a propagação do coronavírus. Ele ordenou que quase todos os 9 milhões de residentes do estado fiquem em casa e determinou que as empresas de varejo não essenciais sejam fechadas até novo aviso.

Na semana passada, Murphy “fortemente” sugeriu que as pessoas se abstivessem de viagens não essenciais entre as 8:00 pm e 5 da manhã. Ele enfatizou o pedido de 24 horas para evitar as estradas.

Excetuam-se algumas pessoas: trabalhadores da saúde, agentes da lei, equipes de emergência, membros da mídia, alguns funcionários federais, pessoas que prestam assistência a residentes de baixa renda (como trabalhadores de bancos de alimentos), aqueles que precisam trabalhar no local e aqueles que precisam para trabalhar em empresas autorizadas a permanecer em aberto.

Caso contrário, as pessoas podem sair de casa apenas por necessidades essenciais (tais como mantimentos, alimentos ou remédios), para visitar a família e amigos próximos ou procurar atendimento médico. As pessoas também pode sair para passear ou se exercitar.
Entretanto, Grewal enfatizou que as pessoas não deveriam realizar festas ou reuniões, mesmo que as pessoas tenham permissão para visitar amigos. As pessoas que realizarem festas e grandes reuniões enfrentarão acusações criminais, disse ele.

No domingo (22), Murphy alertou os moradores sobre a repressão policial para aqueles que ignorarem o “fechamento” do estado. “Muitas pessoas não prestam atenção nisso. Nós já alertamos. Não estamos felizes “, acrescentou o Governador durante uma teleconferência para atualizar a população sobre os últimos casos.

Sob a ordem de Murphy, reuniões sociais de qualquer tamanho são proibidas no estado. As pessoas não podem se reunir em grupos e devem praticar o distanciamento social.
Murphy tomou a atitude dramática no sábado (21) ao assinar ordens executivas, fechando negócios não essenciais, cancelando reuniões públicas e instruindo as pessoas a “simplesmente ficar em casa”.

O fechamento de negócios de varejo não essenciais entrou em vigor no sábado à noite. A lista de empresas essenciais que podem continuar operando é, de acordo com o site do estado: Manufatura, industrial, logística, portos, construção pesada, expedição, produção de alimentos, entrega de alimentos e outras operações comerciais; e instalações médicas em que uma pessoa doente ou ferida recebe cuidados ou tratamento, como consultórios médicos, hospitais, consultórios de dentistas, instalações de cuidados de longa duração e outros consultórios médicos.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend