Vice-prefeito de Olinda (PE) é vítima de furto na Flórida

Foto6 Marcio Botelho248 Vice prefeito de Olinda (PE) é vítima de furto na FlóridaMárcio Botelho teve todas as compras roubadas depois que ladrões arrombaram o carro que ele havia deixado no estacionamento de um supermercado

O vice-prefeito de Olinda (PE), Márcio Botelho, entrou para a longa lista de turistas brasileiros que foram vítimas de furto quando visitavam a Flórida. O incidente ocorreu na tarde de 27 de novembro, depois que ele e um casal de amigos fizeram compras no Outlet Premium, na International Drive, em Orlando (FL), e foram comprar os ingressos para um passeio de helicóptero sobre a região. O furto aconteceu após eles deixarem o carro alugado no estacionamento do supermercado Seabra’s e entrarem no estabelecimento para adquirirem os ingressos. Em questão de poucos minutos, o veículo foi arrombado e as compras roubadas.

Conforme o boletim de ocorrências policiais (BO), os ladrões levaram tudo que estava no interior do carro, inclusive documentos, dinheiro e as compras feitas anteriormente. Abalado, Botelho cancelou o passeio e acionou a polícia, que em poucos minutos chegou ao local. As vítimas foram ouvidas por um policial brasileiro, que analisou as câmeras de vigilância e viu os criminosos encostarem uma caminhonete ao lado do carro de Márcio, quebrarem o vidro e roubarem tudo. O vice-prefeito ficou apenas com o passaporte e um cartão de crédito que estavam com ele no momento do furto.

. Brasileira também é vítima:

Em julho desse ano, a brasileira Mariana Saad, de 24 anos, influenciadora digital de beleza no Instagram, foi mais uma vítima de ladrões que agem principalmente durante o verão em Orlando (FL). Ela postou na página dela na rede social que parou, com alguns parentes, na lanchonete Icon Park e deixaram as compras no interior do veículo. Quando retornaram, eles encontraram os vidros do carro quebrados vários itens furtados, entre eles aparelhos celulares, computadores e outros artigos de valor.

. Consulado alerta:

Especialmente durante o verão, o Consulado-Geral registra, com frequência, relatos de viajantes brasileiros que tiveram pertences e documentos furtados durante sua estada na Flórida. Em 2017, o Consulado tomou conhecimento de 245 furtos de turistas brasileiros. Em 2016, foram 269 furtos. As cidades com o maior número de casos são Miami, Orlando e Miami Beach. Boa parte dos furtos acontece em estacionamentos de shoppings, supermercados e restaurantes.

No entanto, os números de furtos registrados indicam que a incidência é pequena em face do volume absoluto de visitantes brasileiros na Flórida. Segundo dados do Visit Florida (organização de natureza público-privada vinculada ao governo estadual), o estado norte-americano recebeu 1.051 milhão de brasileiros em 2016. Dados de 2017 ainda não estão disponíveis.

É importante ter presente que nem todos os brasileiros que são vítimas de furtos registram seus casos no Consulado-Geral. Além de prestar assistência consular cabível, o Consulado-Geral mantém contato direto com autoridades policiais locais e instituições ligadas ao turismo a fim de, em coordenação, prevenir e assistir os viajantes que são vítimas de furtos na Flórida.

. Dicas para prevenir-se de furtos:

  1. a) Estacione o veículo em local seguro;
  2. b) Jamais deixe pertences no veículo (como passaportes, sacolas de compras, produtos eletrônicos);
  3. c) Na praia, não deixe seus pertences desacompanhados;
  4. d) Não entregue seus pertences a estranhos (ex: ao experimentar roupas em lojas de vestuário, não permita que o vendedor guarde seus pertences); e
  5. e) Fique ainda mais atento em locais movimentados e frequentados por turistas, como centros de compras, hotéis, parques temáticos e estacionamentos (pagos ou não).

Os turistas de passagem pela Flórida devem adotar as mesmas precauções que teriam em qualquer grande centro urbano.

Em caso de furto:

  1. a) Contatar a polícia local pelo telefone 911 a fim de registrar queixa (“file a report”);
  2. b) Contatar o Consulado-Geral em Miami a fim de comunicar o ocorrido, em especial em caso de perda de documentos; e
  3. c) Tão logo regresse ao Brasil, comunique o fato também às autoridades policiais brasileiras e aos órgãos emissores dos documentos furtados.

Após contato com a polícia pelo telefone 911, as vítimas podem comunicar-se com o Consulado-Geral por intermédio dos telefones (305)-285-6208/6258/6251 ou pelo correio eletrônico “assistê[email protected]”.

Nos fins de semana, feriados e fora do horário de expediente, o Consulado mantém serviço de plantão, exclusivamente para os casos de comprovada emergência (falecimento, hospitalização e prisão), por meio do telefone (305) 801-6201.

 

Related posts

Send this to a friend