Urbano Santos deixa EUA para concorrer a prefeito em GV

Foto26 Urbano Santos  Urbano Santos deixa EUA para concorrer a prefeito em GV
“O Brasil está com sede de justiça e renovação, então, os eleitores receberam bem a minha candidatura”, disse Urbano Santos

Após 30 anos vivendo nos EUA, imigrante quer retornar para ser prefeito de Governador Valadares (MG)

Em 1989, Urbano Santos, natural de Itambacuri (MG), deixou o município de Governador Valadares (MG), onde viveu por 10 anos, para imigrar aos EUA. Após ter cruzado clandestinamente a fronteira com o México, ele fixou-se em Massachusetts, onde trabalhou em diversas funções, entre elas em restaurantes e na limpeza de estabelecimentos comerciais. Em 1992, depois de muito trabalho árduo, ele abriu uma loja de venda de aparelhos eletrônicos e móveis em Framingham (MA), pois já havia atuado como vendedor do ramo em Governador Valadares. A cidade de Framingham abriga uma considerável quantidade de imigrantes brasileiros.

Com pouca verba, Urbano não abriu o estabelecimento de frente para a rua, mas sim no 2º andar de um prédio comercial. Um dia, o prefeito de Framingham, John Stefanini, compareceu à uma reunião que ocorreu na sala em frente à loja do brasileiro. Na ocasião, o legislador aconselhou Santos a fundar uma ONG de auxílio à comunidade brasileira, dando início assim a Brazilian American Association (BRAMAS).

“Aquilo foi um chamado de Deus”, garante Urbano, durante entrevista ao jornal América 24h. A partir daí, ele começou a fazer cursos de liderança, frequentar reuniões políticas e, eventualmente, se destacou na comunidade, conectando líderes e mobilizando massas. “Em alguns anos chegamos atender mais de 10 mil pessoas”, relatou.

Após ter conquistado a posição de líder comunitário, em 1996, Urbano tentou a legalização nos EUA de forma ousada e inusitada. A estratégia contou com o apoio do já então amigo e Prefeito Stefanini, que posteriormente conquistou o cargo de deputado estadual.

“Entrei nos EUA pelo México com a minha esposa sendo o primeiro brasileiro a se entregar em um escritório do Departamento de Imigração (ICE). Havia boa intenção da minha parte e informar o governo americano da minha presença no país naquele momento seria essa demonstração de idoneidade. Tanto Stefanini, como um padre, meu advogado e um representante da Panasonic depuseram ao meu favor na Corte de Imigração. Assim, obtive o meu green card”, relatou Santos.

Em 2003, Urbano mudou-se com a família para a Flórida, onde atuou como corretor de imóveis e, posteriormente, abriu a loja de móveis Urbano’s Furniture. Além do sucesso nos negócios, o mineiro tornou-se uma espécie de líder comunitário na região onde morava e concluiu o curso universitário de bacharel em Administração de Empresas com especialização em gerência e ênfase em liderança.

. Volta ao Brasil e ingresso na política:

Após viver 30 anos nos EUA, Urbano e a esposa, Gilca, regressaram ao Brasil, onde ele se pré candidatou, pelo Partido Patriota, à disputa pelo cargo de prefeito de Governador Valadares, cidade que ele viveu durante uma década e aprendeu a amar e admirar. Os filhos do casal, já adultos, permanecerão nos EUA. A plataforma política dele inclui o tratamento de 100% do esgoto no município, investimentos na mobilidade urbana, incluindo a construção de uma via expressa e mais pontes sobre o Rio Doce, que corta a cidade, mais apoio à educação, programa social do trabalho, a criação de um fundo contra enchentes, investimento nos recursos naturais visando a exploração do grande potencial turístico e cultural da região, entre outros temas.

“O Brasil está com sede de justiça e renovação, então, os eleitores receberam bem a minha candidatura. Valadares já tem o DNA de imigrar, portanto, muitos valadarenses têm parentes que vivem nos EUA e outras partes do mundo”, relatou Santos. Ele acrescentou que planeja utilizar a experiência adquirida nos EUA para pô-la em prática na maior cidade do Vale do Rio Doce, caso seja eleito a prefeito.

“Nós faremos o sentido contrário. Governador Valadares tem plenas condições de ser um verdadeiro Estados Unidos…”, disse ele. Acrescentando que daria continuidade ao trabalho que o Presidente Jair Bolsonaro vem fazendo.

A plataforma de Urbano também inclui a realização de reuniões públicas (Town Meetings), comuns na região da Nova Inglaterra, na maior cidade do Vale do Rio Doce, durante as quais os moradores serão convidados a participar para determinar as prioridades administrativas. A chapa terá um candidato a prefeito e 21 a vereadores; sendo que eles se comprometeram a trabalhar voluntariamente, ou seja, recebendo e destinando seus salários às benfeitorias que serão feitas na cidade. Além disso, eles não utilizarão os fundos partidários e nem o “toma-lá-dá-cá”, tradicional na política brasileira e que visa viabilizar campanhas políticas.

“São eles (a população) que determinarão as prioridades administrativas, seguindo o modelo das ‘Town Meetings’ praticadas aqui nos Estados Unidos. Aqui é o povo que governa e Valadares não será diferente. Temos tudo para ser uma região do primeiro mundo. É só não roubar e fazer valer definitivamente a voz da população”, concluiu o pré-candidato, enfatizando a importância política do apoio tanto da parte dos imigrantes quanto de seus parentes que residem em Governador Valadares.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend