Trio é condenado por tentar matar a bomba imigrantes em Kansas

Foto5 Curtis Allen Gavin Wright e Patrick Stein Trio é condenado por tentar matar a bomba imigrantes em Kansas
Curtis Allen, Gavin Wright e Patrick Stein podem ser condenados à prisão perpétua quando as sentenças forem lidas em junho

Curtis Allen, Gavin Wright e Patrick Stein foram considerados culpados de todas as acusações que pesavam contra eles

Na quarta-feira (18), um grupo de jurados considerou culpados 3 homens de tentarem explodir um conjunto habitacional onde imigrantes da Somália vivem e rezam em Garden City (Kan.). A decisão representa uma vitória numa época em que as ameaças conterá as minorias raciais e religiosas aumentam nacionalmente nos EUA.

“Esses réus conspiraram para montar uma bomba, explodir um prédio e matar todos os homens, mulheres e crianças que estariam dentro”, disse o promotor público federal, Tony Mattivi, aos jurados presentes.

Os réus, Curtis Allen, Gavin Wright e Patrick Stein, todos brancos, não esboçaram reação quando o veredito foi lido. Eles podem ser condenados à prisão perpétua quando as sentenças forem lidas em junho. O corpo de jurados, formado por 6 homens e 6 mulheres, demorou 7 horas em 2 dias para tomar a decisão.

Os advogados de defesa tentaram convencer os jurados que seus clientes foram manipulados pelo FBI e que foram escolhidos de forma injusta por exercitarem os direitos constitucionais de portarem armas e falarem o que pensam. “Ele era membro de uma milícia. Ele amava as armas dele. Isso era um estilo de vida”, alegou Melody Brannon, advogada de Allen, ao corpo de jurados de maioria branca. “O Governo tentou criminalizar esse estilo de vida”.

O julgamento, que começou há pouco mais de 1 mês em Wichita, focalizou no período anterior às eleições presidenciais de 2016, quando um informante pago do FBI infiltrou-se numa milícia. O caso foi baseado nas gravações secretas feitas pelo informante dos 3 homens conversando. Eles planejavam explodir a bomba em 9 de novembro do mesmo ano; um dia depois que os eleitores escolheram o novo presidente.

“Eles queriam enviar a mensagem às pessoas que vivem lá que elas não eram benvindas em Garden City, elas não eram benvindas no sudoeste de Kansas, elas não eram benvindas nos Estados Unidos”, disse Mattivi.

Os 3 réus, que se autodenominavam “Os cavaleiros da Cruzada”, foram presos 4 semanas antes do dia das eleições sob a acusação de conspirar para o uso de arma de destruição em massa e conspirar contra os direitos, o que o Departamento de Justiça considera crime baseado no ódio. Além disso, Wright foi acusado de mentir para o FBI. Os três réus foram acusados de todas as acusações que pesavam contra eles.

Garden City é uma cidade racialmente diversa localizada a 200 milhas de Wichita e possui cerca de 27 mil residentes. Inúmeros somalis e imigrantes oriundos de outros países mudaram-se para a região nos últimos anos para trabalharem na fábrica de processamento de carnes. O conjunto habitacional que os promotores alegam ter sido o alvo é o centro da comunidade somali em Garden City. Inúmeras famílias de refugiados moram no conjunto e outros vão rezar na mesquita improvisada no interior de um apartamento.

 

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend