Novo surto de coronavírus em Pequim alerta o resto do mundo

Pequim Novo surto de coronavírus em Pequim alerta o resto do mundo
O Aeroporto da Capital de Pequim é o 2º mais movimentado do mundo em capacidade de passageiros

Na China, as autoridades descreveram a situação na capital do país como “extremamente grave”

Na quarta-feira (17), a China elevou seu alerta de emergência para o 2º nível mais alto e cancelou mais de 60% dos voos para Pequim, em meio a um novo surto de coronavírus na capital; um retrocesso para a nação que declarou vitória sobre o vírus em março e um aviso para o resto do mundo sobre o quão tenaz é a doença. Novas infecções ocorreram na Índia, Irã e EUA, incluindo Flórida, Texas e Arizona, enquanto as autoridades lutavam para equilibrar o reinício da atividade econômica sem acelerar a propagação da pandemia.

Os países europeus, que iniciaram uma reabertura em larga escala nesta semana, observaram com apreensão o EUA lutando para conter a primeira onda de pandemia e nações asiáticas como China e Coréia do Sul relataram novos surtos, dando origem a temores de uma segunda onda do vírus.

Na China, as autoridades descreveram a situação em Pequim como “extremamente grave”.
“Isso realmente soou o alarme para nós”, disse o secretário do Partido Cai Qi em uma reunião do Comitê Permanente do Partido Comunista de Pequim.

O jornal Global Times do partido informou que 1.255 vôos de saída e chegada nos dois principais aeroportos da capital foram cancelados na manhã desta quarta-feira (17), cerca de dois terços dos que estavam programados. O Aeroporto da Capital de Pequim é o 2º mais movimentado do mundo em capacidade de passageiros.

Desde que o vírus surgiu na China no final do ano passado e se espalhou pelo mundo, houve mais de 8,1 milhões de casos confirmados e pelo menos 443 mil mortes, de acordo com a Universidade Johns Hopkins. Especialistas dizem que o verdadeiro número de vítimas é muito maior, devido aos muitos que morreram sem serem testados e a outros fatores.

Os EUA têm o maior número de infecções e mortes no mundo, atingindo 117 mil óbitos na quarta-feira (17), superando o número de soldados americanos que morreram na 1ª Guerra Mundial. O Arizona relatou a alta diária de quase 2.400 novas infecções, totalizando mais de 39 mil, enquanto no Texas, o Governador Greg Abbott insistiu que o sistema de saúde do estado poderia lidar com o número cada vez maior de novos casos e hospitalizações por coronavírus.

 

Related posts

Send this to a friend