NJ: Decisão de reabrir escolas virá em meados de junho, diz Murphy

East Side High School 002 NJ: Decisão de reabrir escolas virá em meados de junho, diz Murphy
O East Side High School, no bairro do Ironbound, em Newark (NJ)

O Governador disse que o estado precisa encontrar uma maneira de que os alunos retornem às aulas presenciais, mas não determinou quando isso acontecerá

New Jersey poderá decidir até meados de junho sobre quando o estado reabrirá as escolas para os alunos, disse o Governador Phil Murphy na quarta-feira (27), acrescentando que “precisamos encontrar uma maneira” de fazer com que os alunos retornem às aulas presenciais. Murphy fez os comentários durante uma entrevista de rádio no “Moose and Maggie Show”, da WFAN, durante a qual foi perguntado se existe um cronograma para as escolas reabrirem, pois o surto de coronavírus no Estado Jardim continua a desacelerar.

“Eu não quero me comprometer com isso, mas provavelmente em meados de junho”, disse Murphy. “Temos que ter um bom cenário. Meu objetivo será: precisamos encontrar uma maneira de voltar aos prédios. Esse é o meu objetivo. Novamente, isso deve ser feito de maneira correta e responsável”.

Perguntado se ele imaginava ter dias separados para os alunos, o que significa que alguns deles frequentariam a escola no início do dia e outros mais tarde. “Eu diria que tudo é possível”, disse Murphy. “Acho que tudo deve ser possível”.

As escolas em New Jersey, um dos focos do coronavírus nos EUA, estão fisicamente fechadas desde 18 de março, com os alunos estudando online. Murphy disse que as escolas permanecerão fechadas até o final deste ano letivo. O Governador disse que as autoridades dos departamentos estaduais de educação e saúde estão discutindo como as escolas voltarão em setembro.

A Associação de Conselhos Escolares de New Jersey divulgou um relatório de 30 páginas na semana passada, revelando os desafios que os educadores enfrentam para levar os alunos de volta às aulas presenciais. Isso inclui viagens de ônibus adicionais para proporcionar mais distanciamento físico e se os alunos seriam obrigados a usar coberturas faciais.

New Jersey, um estado densamente povoado de 9 milhões de habitantes, registrou pelo menos 11.339 mortes atribuídas ao COVID-19, com 156.628 casos, desde o início do surto em 4 de março. Somente Nova York tem mais mortes e casos entre os 50 estados.

As autoridades anunciaram na quarta-feira (27) 148 novas mortes e 970 novos testes positivos em New Jersey. Com o número de hospitalizações e novos casos diminuindo, Murphy suspendeu gradualmente as restrições impostas no final de março para combater a propagação do vírus.

“Agora estamos bem além do pico”, disse Murphy na quarta-feira em sua coletiva de imprensa diária em Trenton (NJ).

O Governador também anunciou que o estado alcançou sua meta de testar pelo menos 20 mil pessoas por dia, o que, segundo ele, é um passo fundamental para reabrir ainda mais a economia e proteger contra uma possível segunda onda do vírus no futuro.

Em suas decisões mais recentes, Murphy permitiu que equipes esportivas profissionais treinassem e competissem novamente e disse que as cerimônias de formatura poderiam ser realizadas ao ar livre a partir de 6 de julho. Entretanto, empresas não essenciais permanecem limitadas ao serviço nas calçadas, restaurantes permanecem limitados à entrega (delivery) de comida e os moradores ainda devem ficar em suas casas o máximo possível.

Murphy disse que New Jersey está se aproximando da Fase 2 do seu plano de reabertura em várias etapas, embora ainda não tenha fornecido datas exatas e objetivos que o estado precisa atingir.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend