Mudanças de fusos alteram horários entre Brasil e EUA

Foto6 Mudanca de Fuso Horario  Mudanças de fusos alteram horários entre Brasil e EUA
Já nos Estados Unidos, a mudança de fuso horário ocorre no domingo, 11 de março

Na meia-noite de domingo (18), os relógios no Brasil deverão ser atrasados 1 hora

A partir da meia-noite de domingo (18), os relógios no Brasil, nos estados onde o Horário de Verão é válido, deverão ser atrasados 1 hora. Essa alteração fará com que a diferença de fuso horário entre o Brasil e os EUA cairá para 2 horas. Atualmente, os estados no Brasil que praticam o Horário de Verão são: São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal (DF).

Já nos Estados Unidos, a mudança de fuso horário ocorre no domingo, 11 de março, quando às 2 horas da madrugada os relógios devem ser adiantados 1 hora. Essa mudança fará com que a diferença de fuso horário entre os EUA e Brasil caia para 1 hora. O Fuso Horário nos EUA será alterado novamente em 4 de novembro, quando os relógios devem ser atrasados 1 hora.

Nos EUA, o “Daylight Saving Time” (DST) ocorre no primeiro domingo de novembro. Os relógios serão adiantados 1 hora no segundo domingo de março, pouco antes do início da primavera, quando a claridade do dia se torna mais longa.

Baseado em uma proposta aprovada pelo Congresso, o “Energy Policy Act of 2005”, exige que duas vezes ao ano o horário dos relógios seja alterado para que seja aproveitada 1 hora de luz por dia. O DST é praticado em mais de 70 países no mundo e foi ideia de Benjamin Franklin que propôs a mudança de horário em 1784, uma forma de economizar energia utilizada primeiramente pela Alemanha em 1916. Conhecido como “tempo rápido” nos EUA, o DST virou lei em março de 1918. A legislação foi anulada um ano depois, mas foi reinstaurada no início da Segunda Guerra Mundial até 1945. Já em 1966, a lei voltou a existir na forma do “Uniform Time Act”, o qual o Congresso mudou para 23 de fevereiro em 1974, em meio à uma crise de energia.

Nos EUA, somente Arizona, Hawai, Goa, Porto Rico, Ilhas Virgens e Samoa Americana não aderem ao horário de verão. Na Europa, o DST começa no último domingo de março, enquanto a Ásia não participa da mudança temporária de horário. 

. Para que serve o horário de verão?

O horário de verão serve para minimizar a sobrecarga de consumo durante alguns picos diários. As horas de maior consumo de energia do dia (final da tarde) ocorrem quando as pessoas chegam às suas casas e ligam o chuveiro elétrico, a televisão e outros equipamentos eletrônicos, aumentando a demanda de energia. Assim, durante o horário de verão, o maior aproveitamento da luz natural faz com que as lâmpadas de casas, indústrias, espaços comerciais, ruas e espaços públicos sejam ligadas mais tarde, quando o pico de consumo já diminuiu. Dessa forma, evita-se uma sobrecarga do sistema de distribuição de energia.

. Quando é usado o horário de verão?

O horário de verão é estabelecido quando os dias começam a ficar gradativamente maiores dos que as noites, com o sol nascendo mais cedo e pondo-se mais tarde (solstícios de verão). A ideia é justamente aproveitar essa duração extra da luminosidade natural, sobretudo no final do dia quando o consumo de energia é maior, para que as lâmpadas fiquem ligadas por menos tempo, economizando, assim, energia.

. Por que alguns estados não utilizam o horário de verão?

Os solstícios de verão apresentam os seus efeitos de forma mais notória nas partes mais afastadas da linha do Equador, haja vista que as zonas equatoriais apresentam poucas variações na duração dos dias e das noites ao longo do ano, o que torna inviável a mudança de horário. Assim, as áreas do território brasileiro mais próximas a essa faixa no caso, as regiões Norte e Nordeste, não produziriam os efeitos necessários para a alteração no tempo.

 

 

Related posts

Send this to a friend