Mineiro acusa ex-namorada roubar raspadinha de US$ 1 milhão em MA

Foto20 Maria do Carmo Mineiro acusa ex namorada roubar raspadinha de US$ 1 milhão em MA
Paulo Sena entrou com uma denúncia junto ao Departamento de Polícia de Allston e contratou um advogado que tentaria, na segunda-feira (23), barrar a entrega do prêmio a “MC”

Paulo Sena alega ter sido o comprador do bilhete premiado da “Bonus Cash” e tenta impedir que “MC” receba US$ 650 mil em dinheiro

Desde janeiro de 2019, Paulo Sena, morador em Allston (MA), mantinha um relacionamento amoroso com sua conterrânea de Sobrália (MG), identificada pelas iniciais “MC”. O casal não morava junto, mas o rapaz, que vive nos EUA há mais de 15 anos, passava a maior parte do tempo na casa dela, mesma cidade que ele reside. As informações são do jornal Brazilian Times.

Entretanto, o relacionamento acabou há algumas semanas, após ele supostamente ter  descoberto MC “roubou” uma de suas raspadinhas premiadas. Paulo relata que sempre gostou de apostar na loteria e quando comprava bilhetes, dava para ela raspar.

“Foi assim desde o nosso primeiro momento juntos. Raspávamos e, se desse algo, nós gastávamos juntos. Mas todas as raspadinhas foi eu quem comprou”, disse Sena ao BT.

De acordo com o brasileiro, ele comprou vários bilhetes de raspadinhas em Allston (MA) e deu todos para ela raspar quando chegou a casa da namorada. Na ocasião, MC teria dito que não havia nenhuma premiada, mas Paulo acabou descobrindo, através de amigos em comum, que ela buscava informações sobre como receber um prêmio da loteria.

“Achei estranho, porque ela sabe que eu jogo sempre e sei tudo sobre isso”, disse ele.

Entretanto, poucos dias depois, MC aparece no site da Mass Lottery (Loteria de Massachusetts) exibindo um bilhete premiado do sorteio “Bonus Cash”, ou seja, a mesma raspadinha que Paulo tinha comprado e dado a ela para raspar. Na foto, a mineira aparece segundo o bilhete premiado de US$ 1 milhão, indicando que optou por receber o prêmio de uma só vez no valor de US$ 650 mil.

“Eu praticamente cuidava dela, até o aluguel dela eu pagava. Eu fiz de tudo por ela, muito mais do que um parente. Ela ficou internada no (hospital) Santa Elizabeth e fiquei do lado dela até receber alta. Nenhum parente que mora nos EUA foi visitá-la”, relatou Paulo indignado.

O brasileiro entrou com uma denúncia junto ao Departamento de Polícia de Allston e contratou um advogado que tentaria, na segunda-feira (23), barrar a entrega do prêmio a ex-namorada. Ele está coletando informações e tudo que possa provar que os bilhetes das raspadinhas foram compradas por ele.

MC não quis se pronunciar sobre o assunto, conforme o BT.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend