Menores foram abusados sexualmente em centro de detenção do ICE

Foto25 Menores detidos  Menores foram abusados sexualmente em centro de detenção do ICE
1.303 denúncias de abuso contra menores desacompanhados foram apresentadas ao Departamento de Justiça (DOJ) durante o mesmo período

Entre 2014 e 2018, o DHHS recebeu mais de 4.500 denúncias de abusos sexuais perpetrados contra menores desacompanhados

O Departamento de Saúde & Serviços Humanos (DHHS) recebeu mais de 4.500 denúncias de abusos sexuais perpetrados contra menores desacompanhados entre 2014 e 2018, segundo relatórios internos divulgados na terça-feira (26) pelo deputado federal democrata da Flórida, Ted Deutch. Além disso, 1.303 denúncias foram apresentadas ao Departamento de Justiça (DOJ) durante o mesmo período, indicaram os documentos.

Deutch citou esses relatórios durante uma audiência importante na Câmara dos Deputados, na terça-feira (26) sobre a política de “tolerância zero” adotada pela administração Trump. A ação resultou na separação de milhares de crianças imigrantes de seus pais ou acompanhantes. Ele disse que os documentos “demonstram que ao longo dos últimos 3 anos, houveram 154 incidentes envolvendo funcionários e menores desacompanhados, deixe-me repetir isso, denúncias de abusos sexuais de funcionários contra menores desacompanhados”.

“Isso representa a média de um ataque sexual perpetrada por um funcionário do HHS contra um menor desacompanhado por semana”, acrescentou. “Eu estou profundamente preocupado com os documentos apresentados pelo HHS que registram o número alto de abusos sexuais contra os menores desacompanhados sob a custódia do Escritório de Refugiados & Reassentamentos (ORR). Juntos, esses documentos detalham uma atmosfera sistemática de abusos sexuais por parte de funcionários contra as crianças desacompanhadas”.

A porta-voz do HHS, Caitlin Oakley comentou sobre os relatórios através de um comunicado, alegando que a segurança dos menores é “prioridade principal” e frisou a existência de “padrões rigorosos” em vigor para os funcionários, incluindo a verificação obrigatória de antecedentes criminais.

“Tratam-se de crianças vulneráveis em circunstâncias difíceis, portanto, o ORR entende completamente sua responsabilidade em garantir que cada criança seja tratada com o maior cuidado possível. Quando qualquer denúncia de abuso, abuso sexual ou negligência é feita, ela é levada seriamente e o ORR age rapidamente para investigar e atuar”, disse Oakley.

Durante a audiência na terça-feira (26), o comandante Jonathan White defendeu o HHS contra as denúncias de abuso sexual quando questionado pelo Deputado Tom McClintock, republicano da Califórnia, para responder sobre as alegações de que eles eram tudo, “menos pedófilos em série” durante o confronto de alguns minutos.

“Nós compartilhamos a preocupação que eu penso que todos nessa sala sentem. Cada vez que uma criança é abusada enquanto aos cuidados do ORR isso é demais”, disse White. “A vasta maioria das denúncias são infundadas quando investigadas pelas autoridades estaduais e federais de segurança, além da licenciatura estadual a quem nós as referimos”.

Alguns dos incidentes denunciados ao DOJ incluem alegações de que funcionários foram acusados de manter relacionamentos amorosos com menores de idade, toques inapropriados e amostragens de vídeos pornográficos a menores. Entre as milhares de denúncias, 178 eram contra funcionários adultos.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend