Macy’s põe de “licença” a maioria dos seus 125 mil funcionários

macys Macys põe de licença a maioria dos seus 125 mil funcionários
A Macy’s (M), que também é proprietária da Bloomingdale’s e Bluemercury, fechou todas as suas 775 lojas nos EUA no início deste mês

A pandemia de coronavírus fez cair as vendas e forçou a gigante na rede de varejo a fechar suas filiais

Na segunda-feira (30), a administração da Macy’s informou que a pandemia do coronavírus atingiu uma “parcela pesada” em seus negócios. A Macy’s (M), que também é proprietária da Bloomingdale’s e Bluemercury, fechou todas as suas 775 lojas nos EUA no início deste mês para impedir que o vírus se espalhe em áreas movimentadas e por causa das leis em alguns estados que forçaram o fechamento de negócios não essenciais, incluindo varejistas.
Macy’s projetou uma imagem sombria de sua já perigosa situação financeira. A empresa disse que perdeu a “maioria” das vendas por causa dos fechamentos físicos (lojas) e implementou outras mudanças para reforçar os lucros, incluindo a redução de sua linha de crédito e congelamento de contratações e gastos.

“Embora essas ações tenham ajudado, não é suficiente”, disse a empresa. A Macy’s está “migrando para a força de trabalho mínima absoluta necessária para manter as operações básicas”.

A ação está resultando em licença para a “maioria” de seus funcionários a partir desta semana. Os trabalhadores afetados ainda receberão os planos de saúde financiados pela empresa pelo menos até maio.

O CEO da Macy’s, Jeff Gennette, e o conselho de administração da empresa deixarão de receber seus salários, de acordo com um documento regulatório.

Os sites da Macy’s permanecem abertos para vendas. A empresa vai contratar menos funcionários em suas operações digitais, centros de distribuição e de atendimento telefônico, afirmou a Macy’s, entretanto, as vendas online representam apenas um quinto da receita total da empresa.

“Esperamos trazer colegas (funcionários) de volta em uma base escalonada à medida que os negócios recomecem”, informou a empresa. No entanto, não está claro quando as filiais poderão abrir. O Presidente Donald Trump anunciou no domingo (29) que está estendendo as diretrizes nacionais de distanciamento social até pelo menos 30 de abril.

A notícia representa outro golpe para a Macy’s, que já reduziu o número de lojas, à medida que as vendas diminuíram nos EUA antes mesmo da pandemia de coronavírus. As lojas de departamento já estão sendo “espremidas” por concorrentes como a TJ Maxx (TJX) e a Target (TGT), que estão pressionando e forçando-as a colocar produtos em oferta. Enquanto isso, mais compradores estão migrando online.

As ações da Macy caíram 2% no início do pregão. O estoque caiu quase 70% no ano.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend