Inicia julgamento de adolescentes acusados de matar brasileiro na FL

Foto5 Roger Trindade Inicia julgamento de adolescentes acusados de matar brasileiro na FL
Roger Trindade, de 15 anos, morreu 2 dias depois no hospital de hemorragia cerebral
Foto5 Jesse Sutherland Inicia julgamento de adolescentes acusados de matar brasileiro na FL
Além da acusação de homicídio Jesse Sutherland é acusado de agressão por ter cuspido em Roger Trindade
Foto5 Simeon Hall 1 Inicia julgamento de adolescentes acusados de matar brasileiro na FL
Além da acusação de homicídio, Simeon Hall é acusado de ter esmurrado o amigo da vítima, Rodrigo Morales

Jesse Sutherland e Simeon Hall podem pegar até 15 anos de prisão, se forem condenados por matar Roger Trindade

Na segunda-feira (30), foram selecionados os jurados que acompanharão o julgamento dos réus Jesse Sutherland e Simeon Hall, ambos de 16 anos, acusados de agredir fatalmente o estudante gaúcho Roger Trindade, de 15 anos, em Winter Park (FL). Na sexta-feira (27), os adolescentes se recusaram a fazer um acordo com a Promotoria Pública, portanto, caso sejam considerados culpados, poderão ser condenados a 15 anos de detenção. Apesar de menores de idade, ambos os réus estão sendo julgados por homicídio como adultos. As informações são do canal de TV local Spectrum News 13.

Roger, natural de Novo Hamburgo (RS), foi fatalmente agredido em 2016, encontrado inconsciente e sem respiração num parque. Sutherland é acusado de ter desferido o soco que matou o brasileiro. O legista detalhou que a vítima sofreu traumatismo craniano, o que resultou em hemorragia cerebral. Trindade teve as máquinas que o mantinham vivo desligadas 2 dias depois do ataque. Filho de um professor universitário, ele tinha acabado de se mudar para a Flórida com a família. Os parentes retornaram ao Brasil após a morte dele, mas retornaram aos EUA para acompanhar pessoalmente o julgamento.

Em outubro do ano passado, Hall teve problemas com a lei. Ele deveria estar em casa e portando um monitor GPS, entretanto destruiu o aparelho e se envolveu em outra briga. Ele também enfrenta acusações por agressão pelo incidente e será julgado nesse verão.

Na quarta-feira (2), o grupo de jurados avaliou a possibilidade de considerar culpados ambos os réus de homicídio. A Promotoria Pública e a defesa apresentaram argumentos finais. Os promotores da Corte do Condado de Orange tentaram caracterizar o ataque como violento e sem motivo aparente, enquanto que a defesa tentava tirar o mérito de tal argumento.

“Simeon Hall e Jesse Sutherland cuspiram em Roger Trindade quando ele estava no chão indefeso, indefeso, sangrando até a morte em frente aos olhos deles”, argumentou a Promotora Theresa Mills Uvalle.

A advogada de defesa Danielle Barbato rebateu que a Promotoria não apresentou aos jurados o cenário completo. “O Estado tem a obrigação de provar a vocês, sem sombra de dúvidas, que o que eles (promotores) fizeram foi selecionar os depoimentos de Jesse”, disse a advogada.

Ambos os lados tiveram o mesmo tempo para apresentar argumentos e rebatê-los. A defesa tentou demonstrar a existência de muitos depoimentos contraditórios, alegando que havia bastante dúvida razoável. Na terça-feira (1), os advogados apresentaram moções que defendem a inocência de seus clientes, mas a Juíza Jenifer Harris negou tais moções.

“Nós estamos colocando o futuro de Simeon Hall em suas mãos. Isso é uma decisão bastante importante. Não há nada que possa ser feito para trazer Roger Trindade de volta”, argumentou o advogado do réu, David Fussell.

Ambos adolescentes, Hall e Sutherland, são acusados de homicídio e agressão, ou seja, um por esmurrar o amigo do brasileiro, Rodrigo Morales, e o outro por cuspir em Trindade. Não existe sentença padrão para adolescentes que são julgados como adultos, entretanto, não podem ser condenados à prisão perpétua. Os réus podem ser condenados a até 15 anos em decorrência da acusação de homicídio.

 

Related posts

Send this to a friend