Imigração prende motorista brasileiro em Massachusetts

Foto5 Eduardo Goncalves Ferrari Imigração prende motorista brasileiro em Massachusetts
Eduardo Gonçalves Ferrari é motorista do Lyft e voltava para casa quando foi parado por um policial em Boston (MA) (Foto: GoFundMe.com)

Eduardo Gonçalves Ferrari e a esposa vivem apenas há oito meses nos EUA

Vivendo há oito meses nos Estados Unidos, Eduardo Gonçalves Ferrari, natural de Araranguá (SC), casado, morador em Woburn (MA), foi preso no início de fevereiro quando trabalhava como motorista do Lyft. Segundo relatos de amigos ao jornal Brazilian Times, ele voltava para casa quando foi parado, sem motivo aparente, por um policial em Boston (MA) que pediu-lhe a carteira de motorista. Depois que o brasileiro apresentou uma carteira emitida em outro estado, o oficial exigiu dele uma emitida em Massachusetts. Como não tinha, o policial ordenou que ele saísse do veículo e o algemou, levando Eduardo para a delegacia. No local ele teve as impressões digitais coletadas e os dados dele foram compartilhados com o FBI e o Departamento de Imigração (ICE), o qual emitiu imediatamente uma ordem de detenção.

Durante a audiência, a juíza responsável pelo caso liberou Ferrari sem estipular fiança, entretanto, quando ele saía do prédio do tribunal, foi surpreendido por agentes do ICE, que já o esperavam. Atualmente, ele está preso em um centro de detenções.

. Campanha beneficente:

Comovidos com o drama vivido por Eduardo e a esposa, na sexta-feira (9), amigos lançaram no website GoFundMe.com a campanha beneficente: https://www.gofundme.com/ajuda-preso-pela-imigracao, cujo objetivo é arrecadar US$ 10 mil. O dinheiro angariado será utilizado para custear as despesas com fiança e advogado de imigração. Até a tarde de quarta-feira (14), haviam sido angariados US$ 929.

“Olá pessoal, estamos pedindo ajuda para o Eduardo, que estava de carro, foi parado pela polícia e levado para a delegacia. Ele ficou aguardando para pagar a multa e ser liberado, mas, não foi o que aconteceu, pois precisou esperar até o outro dia para se apresentar na corte. Após ele ser atendido, a juíza o liberou, mas quando estava saindo da Corte, foi abordado por dois agentes de imigração que o levaram para o Centro de Imigração onde se encontra preso. Sua esposa está sofrendo muito com essa situação, já que o que o casal está aqui há pouco tempo. Existem vários custos, tanto de advogado quanto de fiança para poder ser liberado e, infelizmente, o casal não disponibiliza desse valor no momento. Não importa o valor da sua contribuição, o importante é que consiga(mos) arrecadar um valor para que ele possa sair de lá. Agradecemos de coração e com certeza Deus te recompensará. Obrigado!” Postou o internauta Gemael Machado, lançador da campanha, no GoFundMe.com.

Obs.: A mensagem foi editada para melhor entendimento por parte dos leitores.

 

 

Related posts

Send this to a friend