Flórida poderá ser o próximo epicentro do coronavírus

Florida  Flórida poderá ser o próximo epicentro do coronavírus
O número de mortes aumentou para 25 entre terça-feira (16) e quarta-feira (17), atingindo o total de 3.018

Apesar da pandemia, o Governador Ron DeSantis encoraja a reabertura econômica no estado, o qual concentra uma considerável população de idosos

A Flórida, que recentemente registrou um aumento nos casos de coronavírus, pode se tornar o próximo epicentro da pandemia, segundo pesquisas. As projeções reveladas na quarta-feira (17) por uma equipe de cientistas do Hospital Infantil da Filadélfia e da Universidade da Pensilvânia indicam que o estado tem “todas as marcas do próximo grande epicentro da transmissão de coronavírus” e corre o risco de ser “pior do que nunca”.

O Departamento de Saúde da Flórida disse que o número de casos conhecidos de COVID-19 no estado aumentou 2.610 entre terça (16) e quarta-feira (17) à medida que o vírus se espalha e mais pessoas são testadas em todo o estado, informou o canal de TV local WTVT. No total, a Flórida registrou 82.719 infecções por coronavírus, sendo 80.676 residentes e 2.043 não residentes no estado, de acordo com o relatório.

O número de mortes aumentou para 25 entre terça-feira (16) e quarta-feira (17), atingindo o total de 3.018.

O Governador Ron DeSantis atribuiu os recentes casos do estado ao teste de indivíduos de “alto risco”, como trabalhadores em zonas rurais, bem como detentos e pacientes em instalações de cuidados de longo prazo. Entretanto, ele mencionou posteriormente que os casos de tratamento a longo prazo eram baixos, segundo o relatório.

O estado registrou o maior número de novos casos confirmados em um único dia na segunda-feira (15), registrando quase 2.800 novas infecções, informou o canal WBBH-TV. Entretanto, DeSantis disse que o estado não será fechado, de acordo com o relatório. Antes da alta, o estado tinha em média pouco mais de 700 novos casos por dia nos últimos 30 dias, um nível que o sistema de saúde poderia gerenciar, disse DeSantis, segundo a WTVT.

A Flórida se une a outros 9 estados, Alabama, Arizona, Califórnia, Nevada, Carolina do Norte, Oklahoma, Oregon, Carolina do Sul e Texas, que registram médias recorde de 7 dias de novos casos de coronavírus diários, revelou a análise da Universidade John Hopkins.

 

Related posts

Send this to a friend