Filadélfia cancelará contrato de colaboração com o ICE

Foto19 Jim Kenney Filadélfia cancelará contrato de colaboração com o ICE
“Eu não posso em sã consciência permitir que esse acordo continue”, disse Kenney

O escritório do Prefeito alegou que o ICE realizava buscas no banco de dados para encontrar residentes na Filadélfia que nasceram fora dos EUA

Na sexta-feira (27), o prefeito da Filadélfia (PA), Jim Kenney, anunciou que parou de permitir que o Departamento de Imigração (ICE) tivesse acesso ao banco de dados do Departamento de Polícia local. Ele planeja anunciar formalmente a decisão de cancelar o contrato da Prefeitura com o ICE, publicou o jornal The Philadelphia Inquirer.

“Eu não posso em sã consciência permitir que esse acordo continue”, disse Kenney ao jornal.

A decisão do Prefeito foi tomada depois da ocorrência de vários incidentes que ele alegou terem provocado preocupação que o ICE esteja utilizando o acesso ao “Preliminary Arraignment Reporting System” (PARS) de “forma inapropriada”.

O escritório do Prefeito alegou que o ICE realizava buscas no banco de dados para encontrar residentes na Filadélfia que nasceram fora dos EUA e os colocava sob investigação; mesmo que eles não tivessem sido acusados ou condenados por qualquer crime. Ainda conforme Kenney, os representantes do ICE na Filadélfia confirmaram no início de julho que o acesso do órgão ao banco de dados policiais poderia resultar na prisão de residentes sem antecedentes criminais.

O banco de dados, que arquiva as prisões em tempo real, não indica o status migratório, segundo o The Inquirer, mas inclui o país de origem e o número do Seguro Social.

O ICE tem sido criticado em todo o país devido à disparada da detenção de imigrantes que não possuem antecedentes criminais durante a administração Trump. Os ativistas defensores dos direitos dos imigrantes e alguns democratas progressistas têm pedido a extinção do ICE, acusando o Presidente de abusar do órgão para focalizar em mais imigrantes para a deportação.

Kenney, que tem defendido a política de “cidade santuário” da Filadélfia, recebeu diversas ligações telefônicas para cancelar o contrato.

O Procurador Municipal Marcel Pratt redigiu uma carta notificando o ICE da decisão de cancelar o contrato, na qual ele destacou que a parceria “criou a percepção falsa de que a cidade está disposta a ser uma extensão do ICE”, conforme o The Inquirer.

Related posts

Send this to a friend