Departamento de Polícia de Milwaukee aprova mudança na prisão de imigrantes

Foto21 Viatura da Polícia de Milwaukee Departamento de Polícia de Milwaukee aprova mudança na prisão de imigrantes
Segundo o acordo, Morales disse que os policiais de Milwaukee só ajudariam o ICE quando um juiz assinar o mandado de prisão

Se aprovada pela Comissão de Bombeiros e Polícia, a maioria dos mandados de prisão precisaria da assinatura de um juiz antes que a polícia se envolvesse

O Departamento de Polícia de Milwaukee (MPD) está a um passo de mudar sua política de ajudar os agentes de imigração a prender imigrantes sem documentos. Se aprovada pela Comissão de Bombeiros e Polícia, a maioria dos mandados de prisão precisaria da assinatura de um juiz antes que a polícia se envolvesse.

Existem dois tipos de mandados de prisão em questão. Mandados civis, que podem ser escritos por um administrador do Departamento de Imigração (ICE) e mandados judiciais, assinados por um juiz. Sob essa mudança de política proposta, a polícia de Milwaukee só ajudaria com mandados aprovados por um juiz.

Antes da reunião do comitê da Comissão de Bombeiros e Polícia, na noite de quinta-feira (12), ativistas defensores dos direitos dos imigrantes se reuniram com José de la Cruz. Ele foi libertado sob fiança depois de ser preso pelo ICE e a polícia de Milwaukee em setembro. A advogada de imigração Marisabel Cabrera acredita que o MPP não deveria ter ajudado em sua prisão.

“No momento, é bastante óbvio que eles são uma agência desonesta do governo federal que essencialmente criminaliza pessoas com base em sua aparência e de onde elas vêm”, disse Cabrera.

O grupo latino Voces de la Frontera enviou MPD uma lista das mudanças que eles gostariam de ver quando se trata de ajudar agentes de imigração. O chefe Alfonso Morales disse que seu departamento trabalhou para chegar a um acordo.

“Houve muita discussão, compromisso e várias reuniões diferentes para tratar disso”, disse Morales.

Segundo o acordo, Morales disse que os policiais de Milwaukee só ajudariam o ICE quando um juiz assinar o mandado de prisão. No entanto, algumas exceções permitiriam à polícia acatar mandados administrativos quando o caso envolve crime.

“Portanto, se você tem uma criança vítima de agressão sexual ou algum tipo de tráfico de pessoas, não há necessidade de um mandado adicional no sistema para que possamos cooperar com o ICE”, disse um membro da equipe de Morales.

O comitê da Comissão de Bombeiros e Polícia aprovou por unanimidade a mudança. A diretora executiva da Voces de la Frontera, Christine Neumann-Ortiz, disse que está muito feliz com o acordo.

“A ideia de um mandado administrativo é realmente civil, tanto a polícia concorda quanto o fato de que seu papel não é servir de imigração, seu papel é a segurança pública”, comentou.

Essa mudança de política ainda precisaria ser aprovada pela Comissão de Bombeiros e Polícia. Eles devem votar na próxima quarta-feira, 18 de dezembro.

 

Related posts

Send this to a friend