Chefe brasileiro é vítima de sequestro relâmpago na FL

Foto28 Hyundai Santa Fe Chefe brasileiro é vítima de sequestro relâmpago na FL
Alfredo Farias foi abandonado no meio da Palmetto Park Road, enquanto os ladrões fugiram no seu carro (detalhe)

Alfredo Farias saiu de casa ainda de madrugada para preparar a festa do Super Bowl

Na madrugada de domingo (2), o chefe executivo Alfredo Farias, morador na cidade de Aventura (FL), foi vítima de um sequestro relâmpago quando estava a caminho do trabalho e o pneu do seu Hyundai Santa Fé esvaziou. Ele trabalha numa rede de restaurantes e saiu cedo de casa para preparar a festa do Super Bowl, evento assistido por milhões de pessoas no mundo inteiro. Quando tentava calibrar o pneu num posto de gasolina, às 4:30 am, o brasileiro foi abordado por dois indivíduos armados, que o colocaram na parte de trás do próprio veículo e fugiram. Ainda na parte de trás do veículo, Alfredo conseguiu esconder a carteira debaixo do tapete do assento. Ao chegarem a um caixa eletrônico numa filial do banco Chase, os criminosos o obrigaram a sacar US$ 1 mil.

Alfredo relatou ao jornal local Achei USA que durante todo o trajeto até o caixa eletrônico ele sofreu ameaças de morte por parte dos criminosos. Ele é casado e pai de 2 filhas. O sequestro relâmpago durou aproximadamente 1 hora. Além do dinheiro, Alfredo teve o Iphone e o Apple Watch roubados, além de ter sido obrigado desligar e ligar novamente o aparelho telefônico para que o trajeto deles não fosse rastreado.

A vítima foi abandonada no meio da Palmetto Road, em Miami Gardens (FL). Alfredo teve que caminhar durante aproximadamente 40 minutos até encontrar um posto de gasolina, onde pediu socorro e a polícia foi acionada. O carro do brasileiro foi encontrado intacto poucas horas depois. Os detetives responsáveis pelo caso colheram impressões digitais e mostras de DNA para as investigações.

. Consulado alerta:

O Consulado-Geral registra, com frequência, relatos de viajantes brasileiros que tiveram pertences e documentos furtados durante sua estada na Flórida. Em 2017, o Consulado tomou conhecimento de 245 furtos de turistas brasileiros. Em 2016, foram 269 furtos. As cidades com o maior número de casos são Miami, Orlando e Miami Beach (FL). Boa parte dos furtos acontece em estacionamentos de shoppings, supermercados e restaurantes.

No entanto, os números de furtos registrados indicam que a incidência é pequena em face do volume absoluto de visitantes brasileiros na Flórida. Segundo dados do Visit Florida (organização de natureza público-privada vinculada ao governo estadual), o estado norte-americano recebeu 1.051 milhão de brasileiros em 2016. Dados de 2017 ainda não estão disponíveis.

É importante ter presente que nem todos os brasileiros que são vítimas de furtos registram seus casos no Consulado-Geral. Além de prestar assistência consular cabível, o Consulado-Geral mantém contato direto com autoridades policiais locais e instituições ligadas ao turismo a fim de, em coordenação, prevenir e assistir os viajantes que são vítimas de furtos na Flórida.

Dicas para prevenir-se de furtos:

  1. a) Estacione seu veículo em local seguro;
  2. b) Jamais deixe pertences no veículo (como passaportes, sacolas de compras, produtos eletrônicos);
  3. c) Na praia, não deixe seus pertences desacompanhados;
  4. d) Não entregue seus pertences a estranhos (ex: ao experimentar roupas em lojas de vestuário, não permita que o vendedor guarde seus pertences); e
  5. e) Fique ainda mais atento em locais movimentados e frequentados por turistas, como centros de compras, hotéis, parques temáticos e estacionamentos (pagos ou não).

Os turistas de passagem pela Flórida devem adotar as mesmas precauções que teriam em qualquer grande centro urbano; assim como os brasileiros que reside no estado.

Em caso de furto:

  1. a) Contatar a polícia local pelo telefone 911 a fim de registrar queixa (“file a report”);
  2. b) Contatar o Consulado-Geral em Miami a fim de comunicar o ocorrido, em especial em caso de perda de documentos; e
  3. c) Tão logo regresse ao Brasil, comunique o fato também às autoridades policiais brasileiras e aos órgãos emissores dos documentos furtados.

Após contato com a polícia pelo telefone 911, as vítimas podem comunicar-se com o Consulado-Geral por intermédio dos telefones (305)-285-6208/6258/6251 ou pelo correio eletrônico: assistência.miami@itamaraty.gov.br.

Nos fins de semana, feriados e fora do horário de expediente, o Consulado mantém serviço de plantão, exclusivamente para os casos de comprovada emergência (falecimento, hospitalização e prisão), por meio do telefone (305) 801-6201.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend