Brasileiro esfaqueado em Eatontown fala pela primeira vez

mario Brasileiro esfaqueado em Eatontown fala pela primeira vez
Mário Alexandre está se recuperando após ser esfaqueado em NJ

Natural de Brasília, Mário Alexandre Brasileiro Machado foi vítima da violência que atinge a comunidade brasileira nos Estados Unidos. No dia 29 de março, ele que reside na cidade de Eatontown (New Jersey), foi esfaqueado no pescoço pelo goiano Jairo Lopes dos Santos. Os dois moravam na mesma residência e estão há pouco tempo no país.
Em uma entrevista concedida ao Globe New USA, a vítima, que passou por uma cirurgia e já está em sua casa, falou sobre o que aconteceu e como sua família reagiu à notícia. Mário não pode falar muito, a pedido dos investigadores, pois o caso ainda está em processo de investigação.
Mário disse que quando estava sendo levado para o hospital, ainda na ambulância, a única coisa que pensava era “sobreviver para rever os filhos, esposa e a mãe, que estão no Brasil”. Ele destaca que sua família foi a maior fonte de luta para continuar vivo. “O tempo inteiro em pensava em viver para rever a todos”, disse.
Ele acrescenta que devido ao isolamento causado pela pandemia do coronavírus, conseguiu guardar um pouco de dinheiro e estocar alimentos. Por isso não está precisando de nada no momento e que apenas aproveita o tempo em casa para se recuperar. “Graças a Deus muitos amigos estão me procurando e para oferecer ajuda e isso me tranquiliza”, afirmou ressaltando que sua única dificuldade é que devido à cirurgia não consegue fazer sua própria comida. “Qualquer esforço que faço me causa dor e isso me incomoda”, continua
Em relação ao esfaqueamento, Mário disse que na hora em que foi golpeado, não sentiu muita dor, mas ao perceber o sangue escorrendo levou à mão ao pescoço e percebeu o tamanho do furo. Neste momento, ele procurou se afastar do agressor e procurar ajuda de outros amigos na casa. “Quem já sofreu algum acidente com ferimento profundo sabe que no momento não há dor intensa e somente depois que sentimos”, explicou.

VIDEO EXPOSTO

Apensar do caso ainda estar em processo de investigação, um vídeo com imagens do momento em que Mário foi golpeado vazou e circula nas redes sociais. Ele disse que isso tem lhe causado muita dor, pois o trauma ainda não passou e toda vez que vê as imagens, ele se abala.
“Isso sem falar em minha família que também teve acesso ao vídeo. Tentei passar a mensagem de que não foi tão grave para tranquilizar a todos, mas quando minha esposa viu, ela ficou bastante chocada e abalada”, afirmou.
Mário fez um apelo para que as pessoas não compartilhem o vídeo, pois é uma sensação extremamente traumatizante quando ele revê o que aconteceu. “Estou quase me aliviando de tudo e quando as imagens surgem, todo meu medo volta à tona”, concluiu.

O AGRESSOR

O acusado Jairo Lopes dos Santos é natural de Governador Valadares (Minas Gerais) e preso na segunda-feira, dia 30. Após cometer o crime, ele fugiu em uma van da companhia que trabalhava. O polícia iniciou buscas e o encontrou escondido atrás de um Seven Eleven, na cidade de Long Branch (NJ), por volta das 2:40 am. Ele estava dormindo dentro do veículo, com a faca usada no crime ao seu lado.
Jairo tem 34 anos e foi acusado de tentativa de homicídio e lesão corporal grave. Ele continua preso devido ao fato de que todos os tribunais estão fechados por causa do coronavírus. Por isso nenhuma audiência foi marcada. As informações são do Brazilian Times.

Related posts

Comentários

Send this to a friend