Brasileira sofre derrame cerebral durante férias nos EUA

Foto4 Anna Clara Guizzi 2 Brasileira sofre derrame cerebral durante férias nos EUA
Anna Clara Guizzi está internada em num hospital na cidade de Los Angeles (NV) (Foto: Facebook)

Anna Clara Guizzi visitava Las Vegas (NV) quando sofreu dores de ouvido fortes e, então, foi levada ao hospital local

A jovem Anna Clara Guizzi, de 20 anos, natural de Resende (RJ), durante uma viagem aos EUA, precisamente Las Vegas, no estado de Nevada, foi acometida por um acidente vascular cerebral (AVC), numa região muito delicada.  Dias antes de ser internada, Anna sentiu dores de ouvido fortes e, por essa razão, foi levada ao hospital local, sendo constatada pelo médico como uma simples inflamação. No dia seguinte, Anna amanheceu com parte dos movimentos físicos comprometidos, sendo levada imediatamente ao hospital. Entre várias suspeitas, foi confirmado que Anna sofreu um AVC hemorrágico decorrente de um angioma. Clara ficou vários dias internada no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), o que acarretou em custos altíssimos. Embora possuísse seguro de viagem, a apólice cobre gastos até US$ 15 mil, entretanto, a conta hospitalar atualmente já alcançou US$ 60 mil.

O angioma cavernoso também é conhecido como malformação cavernosa, hemangioma cavernoso, cavernoma ou malformação arteriovenosa criptogênica. Pode estar localizado no encéfalo (cérebro e cerebelo), medula espinhal e nervos cranianos. É uma doença relativamente rara, com incidência na população de 0,5 a 0,7%. Acredita-se que na maioria das vezes estas lesões sejam congênitas, no entanto sabe-se que podem aparecer depois do nascimento, especialmente em casos de irradiação cerebral. Os angiomas cavernosos em 16 a 33% dos casos apresentam-se múltiplos e nestes há uma grande associação com a herança familiar.

Geralmente, os angiomas cavernosos não causam sintomas. Quando os fazem, não costumam causar risco de vida devido ao baixo fluxo sanguíneo destas malformações vasculares. Há três principais tipos de manifestação clínica: 1) crises epilépticas; 2) dor de cabeça e dano neurológico progressivo e 3) sangramento no sistema nervoso (cerebral, cerebelar ou medular) com dano neurológico súbito. Aparentemente, existe um maior risco de hemorragia após o primeiro evento: 4,5% a 23%. Mulheres parecem apresentar maior risco de hemorragia, principalmente durante a gravidez devido às mudanças hormonais. Outro possível fator de risco é a idade, com maior probabilidade de sangramento em jovens. (Fonte: NeuroCirurgia.com).

. Campanha beneficente:

Na segunda-feira (2), o internauta Marco Antônio Matos Alves, natural de Resende (RJ), lançou no website Vakinha.com.br uma campanha beneficente cujo objetivo é angariar R$ 160 mil (US$ 48 mil) para arcar com as despesas hospitalares de Anna Clara Guizzi nos EUA. Até a tarde de quinta-feira (5), já haviam sido arrecadados R$ 54.969,11 (US$ 16,469).

“Anna Clara (é) uma jovem de 20 anos que teve um problema muito sério causado por AVC hemorrágico em uma área muito delicada do cérebro, em decorrência de um angioma, durante sua viagem. Estamos batalhando pelo tratamento dela e contamos com a ajuda de todos que se compadeçam da situação. Um pouco de cada um ajuda muito pra saúde e melhora dela. Obrigado Sem previsão de alta, estamos batalhando pelo tratamento dela e contamos com a ajuda de todos que se compadeçam da situação. Um pouco de cada um ajuda muito pra saúde e melhora dela. Obrigado a todos!!!” Postou Marco Antônio no Vakinha.com.br.

Os interessados podem doar online através do link: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/tratamento-annaclaraguizzi?utm_campaign=whatsapp&utm_content=289466&utm_medium=website&utm_source=social-shares

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend