Brasileira morre atropelada quando andava de patins

%name Brasileira morre atropelada quando andava de patins
Aline Palla Acosta, de 27 anos, foi atropelada quando patinava na pista de patins que corta o Pompano Beach Airpark (Foto: GoFundMe.com)
Foto10 Local do acidente Brasileira morre atropelada quando andava de patins
O Nissan, prateado, seguia em alta velocidade quando perdeu o controle e chocou-se violentamente contra uma árvore (Foto: Twitter)

O corpo de Aline Palla Acosta, de 27 anos, será cremado e as cinzas enviadas ao Brasil

Na tarde de quarta-feira (19), a brasileira Aline Palla Acosta, de 27 anos, foi atropelada fatalmente quando andava de patins ao longo da Northeast 10th Street, em Pompano Beach (FL). Conforme as autoridades locais, o motorista de um Nissan, prateado, seguia em alta velocidade quando perdeu o controle e chocou-se violentamente contra uma árvore. A colisão partiu o carro ao meio, ejetando o motorista, sua acompanhante e atingindo em cheio Aline, que patinava numa área de recreação. A jovem morreu no local, informou o escritório do xerife do Condado de Broward.

A força do impacto foi tão grande que as autoridades não conseguiram determinar a idade da vítima, portanto, a confirmação da identidade ocorreu na quinta-feira (20).

O trágico incidente ocorreu às 5 horas da tarde em frente ao 601 NE 10th St., na pista de patins que corta o Pompano Beach Airpark. O motorista do veículo seguia em alta velocidade quando perdeu o controle ao fazer a curva, invadindo o parque e atingindo de lado uma árvore. Ele foi identificado como sendo Endail Thomas, de 25 anos, e a passageira Melissa Gregoire, de 37 anos. Ambos foram levados ao hospital local, onde se encontram em estado crítico. A polícia não informou a velocidade do Nissan e se Thomas será indiciado judicialmente.

. Campanha beneficente:

Na quinta-feira (20), Daniela Del Ciampo, moradora em Coconut Creek (FL), iniciou no GoFundMe.com a campanha beneficente: https://www.gofundme.com/f/in-loving-memory-of-aline-palla-acosta; cujo objetivo era angariar US$ 10 mil. Até à tarde de sexta-feira (21), haviam sido arrecadados US$ 10.290, que serão utilizados para a cremação do corpo de Aline e o envio das cinzas aos parentes no Brasil.

“Como muitos de vocês sabem, em 19 de fevereiro Aline Palla Acosta perdeu a vida dela num acidente trágico enquanto andava de patins em Pompano Beach. Aline era uma mulher jovem e adorável. Todas as pessoas próximas à ela a descreveriam como de bom coração, bonita por dentro e por fora. Uma jovem mulher, alegre, fascinante, apaixonante e com um futuro ainda mais brilhante que seu sorriso contagiante. Ela foi embora, mas nunca será esquecida. Aline Palla Acosta deixará saudades em muitas pessoas. Todas as doações serão usadas para pagar os custos com o processo de cremação e o envio das cinzas para os pais dela no Brasil”, diz a mensagem postada no GoFundMe.com.

Segundo amigos, ela imigrou com a família para os EUA aos 3 anos de idade, era filha única e os pais dela retornaram ao Brasil. Aline trabalhava na rede de lanchonetes Smoothie Jungle Café desde os 19 anos. Nas redes sociais (Facebook), a empresa prestou tributo à jovem.

“É com profunda tristeza hoje que nós anunciamos a perda da nossa querida Aline Palla Acosta. Ela era mais que uma simples funcionária… Ela era parte da família… Nossa filha que trabalhava conosco e parte da nossa família na Smoothie Jungle desde que tinha 19 anos. Os nossos corações estão devastados. Nós sabemos que os nossos clientes a adoravam também. Aline, nós te amamos e você fará muita falta. Você foi uma parte importante da nossa família. R.I.P. Sweet Angel”, diz a mensagem no Facebook.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend