Amigos fazem campanha para brasileiro morto em frigorífico em MA

Foto14 Julio Cesar Costa 002 Amigos fazem campanha para brasileiro morto em frigorífico em MA
Júlio César Costa, de 45 anos, natural de Maringá (PR), vivia nos EUA há 18 anos (Foto: Facebook)

Júlio César Costa, de 45 anos, morreu de hipotermia após ficar trancado no interior de um congelador utilizado para armazenar frutos do mar 

Após a morte trágica de Júlio César Costa, de 45 anos, natural do Paraná, morador em Malden (MA), na madrugada de quarta-feira (13), amigos iniciaram a campanha beneficente online: https://bit.ly/2NVUjmM, cujo objetivo é angariar US$ 10 mil. O brasileiro faleceu de hipotermia, depois de ficar trancado no interior de um frigorífico utilizado para armazenar frutos do mar, numa fábrica processadora em Braintree (MA). Até a manhã de terça-feira (19), haviam sido arrecadados US$ 3.804.

“É com muita tristeza que comunicamos o falecimento do nosso amigo, Júlio Costa. Ele teve um acidente de trabalho nesta quarta-feira e infelizmente veio a óbito! Júlio está deixando esposa e um filho. A família quer mandar o corpo para o Brasil. Qualquer ajuda será bem vinda! Deus abençoe a todos!” Diz a postagem no GoFundMe.com.

. Entenda o caso:

Na madrugada de quinta-feira (14), colegas de trabalho encontraram inconsciente no interior de um frigorífico utilizado para conservar peixes o faxineiro Júlio César Costa, de 45 anos, natural de Maringá (PR), morador em Malden (MA). O brasileiro foi descoberto dentro do frigorífico industrial instalado na Channel Fish Processing Co., na Commerce Drive, em Braintree (MA), pouco depois da meia-noite. Ele foi levado ao South Shore Hospital, onde foi pronunciado morto, antes da 1:00 am. As informações são da Promotoria Pública do Condado de Norfolk e do jornal The Patriot Ledger.

David Traub, porta-voz do escritório da Promotoria Publica, disse que não há suspeita de atividade criminosa, indicando que possa ter ocorrido um acidente de trabalho.

“Não havia nada que gerasse suspeita no local, então, a investigação continua em andamento”, relatou.

O corpo de Costa foi encaminhado ao Instituto Médico Legal para necropsia, o qual informou na tarde de quinta-feira (14) que a causa e modo da morte “ainda não foram determinados, pois depende de estudos e testes adicionais”.

Costa era proprietário da companhia de limpeza Big Star Cleaning em Everett (MA), portanto, não era funcionário da fábrica de processamento de frutos do mar, informou Roy Zaffiro, CEO da Channel Fish Processing Co., através de um comunicado. O brasileiro prestava serviços para a Channel e estava autorizado a entrar nas instalações, acrescentou.

“Nós estamos profundamente tristes com essa tragédia e estendemos as nossas sinceras condolências à família do indivíduo, amigos e colegas de trabalho”, disse Zaffiro.

Júlio César Costa vivia nos EUA há 18 anos. O Departamento de Segurança no Trabalho (OSHA) foi notificado sobre a ocorrência do trágico incidente.

“A Channel Fishing Processing Company está cooperando com o OSHA, o Departamento Estadual de Polícia e as autoridades locais na investigação”, disse Zaffiro. “A Channel Fish, que funciona desde 1985, devota-se à segurança em todos os momentos, portanto, está conduzindo a sua própria investigação”.

Conforme o website da empresa, ela cresceu de uma processadora local de bacalhau e arenque para uma distribuidora nacional. “Todos os produtos são feitos nos EUA em nossas instalações ecológicas e poupadoras de energia localizadas em Braintree (MA). Frescor, qualidade e bom preço todos sob o mesmo teto. Nós somos a sua fonte de frutos do mar”, diz a mensagem no portal.

 

Related posts

Send this to a friend